Acadêmicos de Publicidade realizam festival de cinema documentário

Postado em 16/05/2017

A diferença nunca fez tanta diferença! Pensando nessa provocação emblemática – título do Festival Mundial de Publicidade de Gramado de 2017 – o curso de Publicidade e Propaganda do Centro Universitário de Brusque – UNIFEBE inova na 3ª edição de cinema “Galo de Gala” e transforma tabus sociais em discussões e arte.

O evento, que tem o tema “Identidade de Gênero e Novas Belezas” será realizado no dia 1º de junho, às 19h, no Teatro do Centro Empresarial Social e Cultural de Brusque com entrada gratuita à comunidade.

— Durante as gravações, conhecemos pessoas incríveis e aprendemos não apenas os processos audiovisuais, mas também sobre cidadania e respeito. O tema desse ano é extremamente atual e tenho certeza que conquistou todos os alunos pelo coração. Podemos dizer que o Galo de Gala desse ano não é apenas bom para nosso crescimento profissional, mas também para discutirmos assuntos que a mídia endossa e põe em pauta — pontua a acadêmica da 7ª fase Taina Schwamberger.

Imagens da Igualdade

Desde 2014, os projetos do curso têm refletido causas urgentes sobre responsabilidade social em projetos inter e transdisciplinares. Por isso, unindo conhecimentos práticos e teóricos, os acadêmicos da 1ª fase produziram nas últimas semanas ensaios fotográficos que visam apresentar reflexões relacionadas à identidade de gênero, analisando sua construção e representação sociocultural. Os alunos foram orientados pelo professor da disciplina de Fotografia I Robson Souza.

Segundo o professor, o objetivo é da atividade é convidar o espectador a refletir, problematizar a naturalização dos papéis e identidades atribuídos social e culturalmente a homens e mulheres.

Produzido pelo estagiário do Núcleo de Design e integrante do Laboratório de Expressão Gráfica de Arquitetura e Urbanismo – Legau, Rodrigo Carreteiro, os making of mostram parte desse processo de produção, destacando além da temática proposta o caráter coletivo das produções.

Making Of 1https://www.youtube.com/watch?v=y97mGpgcZRU

Making Of 2https://www.youtube.com/watch?v=zvUabN8FFUQ

Galitos – Troféus

galo-de-gala-73-1024x683Os alunos da primeira fase também estão inseridos em um processo de produção de troféus do Galo de Gala. Informalmente conhecidos como Galitos, as peças utilizando a técnica da papietagem serão entregues na premiação dos vencedores de onze categorias, que incluem: melhor direção, melhor relevância social, melhor edição e melhor filme.

A professora da disciplina de História da Arte, Silvia Teske, destaca a importância de que todos os processos que levam ao evento sejam feitos pelos acadêmicos.

— A relação dos estudantes com a universidade se altera quando eles participam das partes que compõem o todo. Em nossas aulas de História da Arte, por exemplo, em vez de comprarmos troféus para a premiação nós produzimos nossos próprios troféus, fazendo com que os conceitos artísticos possam ser aplicados em projetos práticos — afirma a professora.

O evento

Na quinta-feira, 1º de junho, os curtas-metragens concorrentes ao Galo de Gala conhecerão o veredito final certificado por um grupo de avaliadores de peso. Entre o corpo de dez jurados, responsáveis pela avaliação dos materiais, encontram-se profissionais da área da Comunicação, Cinema e Militância Social, como: Murillo Bosi (coordenador de marketing do grupo de mídia Vice Brasil, de São Paulo), Gustavo Bonfiglioli (ex-diretor de arte da FlagCX e coorganizador do coletivo militante Revolta da Lâmpada, também de São Paulo), Pedro MC (cineasta e documentarista, Florianópolis/SC) e Ricardo Agostinho (diretor de arte da agência Escala Metra, Blumenau/SC).

Galo de Gala-01

 

Texto: Suellen Pereira Rodrigues | jornalista@unifebe.edu.br
Assessoria de Comunicação Social/UNIFEBE
imprensa@unifebe.edu.br |47-3211-7223