Curso de Direito promove grupo de pesquisa sobre Biodireito

Postado em 15/05/2017

Com o objetivo de aprofundar o estudo, debate e a aplicação da ética de virtudes e do modelo de beneficência no contexto bioético clínico e com base no Biodireito, o curso de Direito da UNIFEBE iniciou nesta segunda-feira, 15 de maio, o grupo de pesquisas “O bem do paciente e a proteção jurídica do médico: aproximação entre a ética de virtudes e o Biodireito”.

O projeto está vinculado ao grupo de pesquisa Ética, Bioética e Biodireito, e funcionará por meio do grupo de estudos Ética e Biodireito, que promoverá também um ciclo de debates do mesmo assunto.

Ao longo do ano serão realizados 15 encontros, quinzenais, na sala 13 do Bloco A, às 17h. O grupo é coordenado pela professora Doutora Daiane Martins Rocha Esis Steines.

— O objetivo desta pesquisa é aproximar o Biodireito da abordagem da ética de virtudes na Bioética Clínica, examinando formas através das quais os profissionais da saúde possam agir eticamente em relação ao bem do paciente sem encontrar tantas barreiras jurídicas, apontando de que modo nossas leis podem fomentar essas práticas de uma medicina mais humanizada e centrada no bem do paciente e não em interesses econômicos e particulares das famílias, hospitais, planos de saúde ou até no receio de processos judiciais por parte dos profissionais de saúde — explica a professora.

As inscrições podem ser feitas no próximo encontro, que será realizado no dia 29 de maio.

Cronograma

15/05/2017 – 1. O estado atual do Biodireito (Leitura e discussão sobre o capítulo 1 de Bioética e Biodireito, do livro DINIZ, Maria Helena. O estado atual do biodireito9ª. ed. São Paulo: Saraiva, 2014, pp. 25-45).
29/05/2017 – 2. Tomada de decisões a partir do modelo de beneficência: conflitos entre ética e direito. (Leitura e discussão do Cap. 11, de PELLEGRINO, Edmund D.; THOMASMA, David C. For the Patient’s Good: the restoration of beneficence in health care. New York/Oxford: Oxford University Press, 1988. Tomada de decisões em situações de incerteza. Será fornecida tradução do texto a ser discutido)
12/06/2017 – 3. Tomada de decisões em relação a pacientes incapazes (Cap 12 de For the Patient’s Good).
26/06/2017 – 4. O papel dos médicos, familiares e outros representantes nas decisões referentes à pacientes incapazes. (Leitura e discussão do Cap. 13 de For the Patient´s Good)

28/06/2017 – I Ciclo de debates Bioética e Biodireito (19h – Auditório UNIFEBE)

24/07/2017 – 5. Teoria das Virtudes (cap.I de The Virtues in Medical Practice, pp. 3-17); A ligação entre virtudes, princípios e deveres (PELLEGRINO & THOMASMA, 1993, pp.18-30. Estudo do livro The Virtues in Medical Practice até o final do ano. Será fornecida tradução do texto para o debate).
07/08/2017 – 6. A medicina como uma comunidade moral (PELLEGRINO & THOMASMA, 1993, pp.31-50).
21/08/2017 – 7. Os fins da Medicina e suas virtudes (PELLEGRINO & THOMASMA, 1993, pp.51-64)
04/09/2017 – 8. Fidelidade à confiança  e a virtude da Compaixão (PELLEGRINO & THOMASMA, 1993, pp. 65-83)
18/09/2017 – 9. Phronesis: a Indispensável virtude da medicina e a virtude da Justiça (PELLEGRINO & THOMASMA, 1993, pp. 84-108).
02/10/2017 – 10. As virtudes da Fortaleza e da temperança (PELLEGRINO & THOMASMA, 1993, pp. 109-126)
16/10/2017 – 11. As virtudes da integridade e  do altruísmo (PELLEGRINO & THOMASMA, 1993, pp.127-164)
30/10/2017 – 12De que modo a virtude faz a diferença? A virtude pode ser ensinada? (PELLEGRINO & THOMASMA, 1993, pp. 165-182).
13/11/2017 – 13. Uma ética médica global (PELLEGRINO & THOMASMA, 1993, pp. 183-198).
22/11/2017 –  II Ciclo de Debates em Bioética e Biodireito (19h, auditório UNIFEBE)

27/11/2017 – 14. Aspectos éticos e jurídicos da  transfusão sanguínea em Testemunhas de Jeová. (DINIZ, 2014, PP.242-279) Discussão e encerramento das atividades do ano.

Texto: Suellen Pereira Rodrigues | jornalista@unifebe.edu.br
Assessoria de Comunicação Social/UNIFEBE
imprensa@unifebe.edu.br |47-3211-7223