notícias colégio
Notícias
07 de dezembro de 2023
por: Marcelo Gouvêa
Marcelo Gouvêa

Com recorde mantido, Desafio da Ponte de Macarrão mobiliza acadêmicos das engenharias

Nesta edição, maior massa suportada pela ponte feita com espaguete e cola foi de seis quilogramas

Os quatro cursos de engenharia mobilizaram acadêmicos em sete equipes de Engenharia Civil e Engenharia Química, além de cinco equipes de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção. O objetivo era o desafio da Ponte de Macarrão, estrutura de espaguete número sete e cola epóxi do tipo massa ou resina, que deveria resistir ao maior peso possível em seu centro.

A estrutura, como relata o professor Andrei Buse, orientador da iniciativa, ainda deveria cumprir requisitos como não ter massa superior a um quilograma, vencer um vão livre de um metro e ter até 50 cm de altura e 20 cm de largura. O professor ainda lembra que a equipe vencedora é aquela que, após cumprir os requisitos, suporta a maior carga até o colapso.

A característica da atividade, de acordo com o professor, aproxima os acadêmicos da realidade encontrada na rotina de um engenheiro formado. A capacidade do grupo de lidar com situações inesperadas, como no caso de um dos grupos que precisou construir uma segunda ponte, após a primeira apresentar instabilidade pela umidade, indica o professor, é um fator importante.

“Existem limitações de dimensão, de material e de custo como em qualquer projeto de engenharia. É esta realidade que trazemos para este desafio. O objetivo não é apenas suportar a maior carga antes de romper, mas sim fazer isso com as limitações impostas pelo projeto. E, para que isso ocorra, é necessária muita pesquisa e muito cuidado na confecção da ponte. Um ponto mal colado ou subdimensionado fará com que a ruptura ocorra muito antes do desejado”, detalha.

O professor Sidnei Gripa, pró-reitor de Graduação, considera que a atividade tem como principal importância a interação entre as áreas e o engajamento entre os acadêmicos participantes. “Este desafio não se resume a uma competição e representa um espaço de desenvolvimento e aplicação dos conhecimentos dos acadêmicos. Com as equipes tendo diferentes cursos como participantes, é possível agregar pontos de vista, trocar experiências e enriquecer a jornada que cada um tem em sua formação”, descreve.

Aposta na treliça
Os seis quilogramas suportados pela ponte projetada e montada por acadêmicos de Engenharia Civil e Engenharia Química foi a maior marca atingida nesta edição. Nas equipes de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção, a melhor marca foi de um quilograma. A melhor marca da série histórica é do ano de 2021, quando a carga de uma equipe de Engenharia Química foi de 29,95 kg.

Ainda antes de colocar a mão na massa, os integrantes de cada grupo precisaram se dedicar aos cálculos e debates para estabelecer o projeto a ser utilizado. No caso da equipe Construfebe, a de melhores números obtidos no desafio de 2023, a escolha foi por uma ponte em treliça, com reforços em pontos de carga, tração e compressão maiores.

Integrante da equipe, o acadêmico de Engenharia Civil, Vitor Guilherme Rech, afirma que a estrutura da equipe foi pensada com três tirantes base da treliça, com 10 palitos de macarrão unidos e colados. A estrutura teve duas barras inferiores e uma barra superior, todas usando o método, unidas por barras diagonais.

A preocupação do trupo, como relata o acadêmico, também envolveu pontos que não faziam parte das exigências da prova, mas que são indicadas por ele como essenciais para o resultado atingido, como as características do material usado. “Sabíamos do problema que o macarrão tem com a umidade, então deixamos a ponte em um local com boa circulação de ar. Nossa ponte ia apresentar um bom resultado, pois, foi bem calculada e executada, no dia da apresentação as equipes ficaram surpresas com o tamanho da nossa ponte, tendo em vista que estava menor que as demais”, descreve.

Fale Conosco / Assessoria de Comunicação Social:

comunicacao.assessor@unifebe.edu.br / 47 3211-7223

Postagens relacionadas

Acadêmicos de Psicologia analisam a influência do espetáculo Paixão e Morte de um Homem Livre para o fortalecimento dos laços culturais
Extensão

Acadêmicos de Psicologia analisam a influência do espetáculo Paixão e Morte de um Homem Livre para o fortalecimento dos laços culturais


21 de julho de 2020
Acadêmicos participam de desfile da Toalhas Atlântica

Acadêmicos participam de desfile da Toalhas Atlântica


21 de maio de 2008
Mais de 440 pessoas são atendidas durante o Declare Certo
Ciências Contábeis

Mais de 440 pessoas são atendidas durante o Declare Certo


14 de junho de 2023
Skip to content