notícias colégio
Notícias
13 de dezembro de 2023
por: Olga Luisa dos Santos
Olga Luisa dos Santos

Acadêmica de Pedagogia da UNIFEBE recebe o título de 3ª maior observadora do desafio Grande Biobusca do Hemisfério Sul: Vale do Itajaí

Julia Gohr registrou 425 fotos e teve 116 espécies identificadas da fauna e flora do Vale do Itajaí

A acadêmica Julia Gohr, da 4ª fase de Pedagogia da UNIFEBE, alcançou o terceiro lugar no desafio internacional Grande Biobusca do Hemisfério Sul: Vale do Itajaí. O evento, realizado entre os dias 24 e 27 de novembro foi uma maratona naturalista de quatro dias de registros fotográficos e sonoros da vida silvestre das cidades, usando a plataforma de ciência cidadã iNaturalist.

De acordo com a presidente do Comitê de Sustentabilidade da UNIFEBE e uma das administradoras do projeto no Vale do Itajaí dentro do iNaturalist, Tamily Roedel, os acadêmicos da UNIFEBE se destacaram no evento, sendo ao todo 38 observadores de um total de 113 na região.

“Nossa instituição representou 33,6% dos participantes. A equipe fez mais de 3 mil observações, por meio de fotos da flora, fauna ou fungos. No projeto como um todo foram feitas 6.184 observações, isso quer dizer que nossos registros representaram quase 50% do total do desafio. Desse total, 1.571 espécies foram identificadas pela plataforma, ou seja, 66,7%”, enfatiza a professora.

Dos mais de 3 mil registros, 425 foram feitos pela acadêmica Julia Gohr. Foi com esse número que a estudante obteve a terceira colocação no desafio internacional na região do Vale do Itajaí e sétima nacionalmente. Para chegar neste resultado a acadêmica não mediu esforços e com a ajuda dos pais, a Grande Biobusca se tornou uma diversão em família.

“O desafio passou a ser muito instigante, porque comecei a querer conhecer cada vez mais espécies. Cheguei a fazer foto de praticamente toda fauna e flora que há na minha rua, inclusive, contei com a ajuda e apoio dos meus pais”, revela a acadêmica.

Sobre o impacto da experiência para a sua formação profissional, a estudante destaca que a Biobusca foi de muitos aprendizados. “Amei conhecer a vida silvestre, porque além de fotografar, por meio do aplicativo, aprendi muito sobre as espécies que nos cercam. Com esses conhecimentos, ainda descobri uma atividade que também posso aplicar com meus alunos, pois ela permite envolver a família e insere o estudante no meio na natureza, aprendendo e valorizando sua preservação”, complementa Julia.

O evento
Esta é a primeira vez que a instituição e a região do Vale do Itajaí participam das atividades organizadas pela bióloga e pesquisadora, Liu Idárraga Orozco, e pela professora e presidente do Comitê de Sustentabilidade da UNIFEBE, Tamily Roedel.

O evento teve sua origem na Austrália, em 2020, e foi difundido para os outros países do Hemisfério Sul. Em 2020 participaram 3.131 observadores de 12 países, em 2021, 5.789 observadores de 19 países, e em 2022, 6.111 observadores de 26 países.

O objetivo central da Grande Biobusca é destacar a imensa biodiversidade da primavera, bem como envolver o público no aprendizado da ciência e da natureza. A Grande Biobusca do Hemisfério Sul: Vale do Itajaí obteve também uma posição histórica com o maior número de espécies registradas em maratonas naturalistas no Brasil de todos os eventos registrados até o momento na plataforma iNaturalist.

Fale Conosco / Assessoria de Comunicação Social:

comunicacao.assessor@unifebe.edu.br / 47 3211-7223

Postagens relacionadas

Agenda da Semana – De 06 a 11 de julho

Agenda da Semana – De 06 a 11 de julho


06 de julho de 2015
Colégio UNIFEBE recebe premiação pela Taça Gevaerd
Destaque

Colégio UNIFEBE recebe premiação pela Taça Gevaerd


18 de março de 2024
Unifebe realiza Ciclo de Palestras do curso de Letras

Unifebe realiza Ciclo de Palestras do curso de Letras


01 de junho de 2009
Skip to content