notícias colégio
Notícias
15 de janeiro de 2020
por: Olga Luisa dos Santos
Olga Luisa dos Santos

Pesquisa aponta alta procura por profissionais para atuar na área de Tecnologia da Informação (TI)

Estimativa da Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação Brasscom é que até 2024, o mercado necessite 70 mil profissionais por ano para atuar na área.

A crescente demanda por profissionais de tecnologia está gerando um desafio para as empresas. Enquanto sobram vagas no mercado de trabalho, faltam pessoas qualificadas para atuar na área.

Jhonata Lamim é sócio proprietário da Exímio Soluções em TI. Ele e mais três colegas, todos egressos do curso de Sistemas de Informação do Centro Universitário de Brusque (UNIFEBE) criaram a empresa brusquense especializada em entregar projetos de TI, sustentação de ambientes de Banco de Dados e Middleware.

Lamim é um dos empresários que já sente as mudanças no mercado. “A escassez de profissionais especializados dificulta a contratação, qualificação e a retenção de talentos”. A alta procura por pessoal capacitado foi apresentada pela Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação (Brasscom).

De acordo com o relatório da Brasscom, em 2018 o setor abriu 43 mil novas vagas no Brasil. Também segundo o órgão, para atingir a meta de dobrar o setor de software e serviços, 70 mil profissionais por ano serão necessários até 2024.

O número de empresas na área de tecnologia também cresceu. A Associação Catarinense de Tecnologia (Acate) registrou em seu banco de dados mais de 12 mil empresas, sendo que cerca de 4 mil foram criadas nos últimos 4 anos, mostrando que o ambiente está cada vez mais favorável para o empreendedorismo.

Apesar de os números mostrarem a alta procura pelos profissionais, faltam desenvolvedores e programadores, por exemplo. O vice-reitor da UNIFEBE, professor Sergio Rubens Fantini, frisa a importância de o estudante analisar as perspectivas de atuação no mercado de trabalho antes de escolher a profissão.

“A tecnologia é o futuro, e os dados só reafirmam o crescimento da área para os próximos anos. Os números apontam para mais vagas, salários melhores e mais chances de crescimento para quem busca se profissionalizar. Esses são indicadores muito importantes para quem ainda está em dúvida na escolha da profissão e do curso superior”, salienta.

Sistemas de Informação
Fantini, que atuou até 2019 como coordenador do curso de Sistemas de Informação na UNIFEBE, destaca que muitas empresas de Brusque e região entram em contato com a instituição para divulgação de vagas e indicação de profissionais. “A procura sempre foi grande e com isso, logo nos primeiros semestres nossos acadêmicos já estão se inserindo na área de TI”, frisa Fantini.

Um dos destaques da formação é a ênfase para o empreendedorismo.  “Por meio do curso pude desenvolver além das habilidades técnicas, outras habilidades que me permitiram empreender e gerir meu próprio negócio”, enfatiza Lamim. O curso criado em 2001, forma em média 15 profissionais por ano.

Vagas abertas
A UNIFEBE está com vagas abertas para o curso de Sistemas de Informação, com seleção de alunos pelo Histórico Escolar. Os interessados podem fazer a inscrição até dia 21 de janeiro pelo site da instituição.

 

 

 

 

Fale Conosco / Assessoria de Comunicação Social e Marketing:

comunicacao.gestao@unifebe.edu.br / 47 3211-7223

Postagens relacionadas

Professor da Unifebe vence eleição para OAB de Brusque

Professor da Unifebe vence eleição para OAB de Brusque


19 de novembro de 2009
Brusque garante bronze na Copa do Brasil

Brusque garante bronze na Copa do Brasil


25 de maio de 2012
Lions da UNIFEBE elege nova diretoria

Lions da UNIFEBE elege nova diretoria


26 de fevereiro de 2013