notícias colégio
Notícias
04 de novembro de 2022
por: Celio Bruns Junior
Celio Bruns Junior

Desafio da Ponte de Macarrão integra acadêmicos dos cursos de Engenharia da UNIFEBE

Estudantes aliaram conhecimentos em suas áreas para desenvolver projetos

Quanto peso pode suportar uma maquete estrutural de uma ponte constituída com espaguete? Essa foi a grande questão que acadêmicos e professores buscaram responder em mais uma edição do Desafio da Ponte de Macarrão dos cursos de Engenharia Civil, Mecânica, Produção e Química da UNIFEBE. Os estudantes testaram suas habilidades e aplicaram na prática os conhecimentos abordados em sala de aula para construir a estrutura mais sólida e resistente do desafio.

Ao final da disputa, a ponte do grupo “Mão na Massa” foi a grande vencedora entre os cursos de Engenharia de Produção e Mecânica ao suportar 13 kg, dois a mais que a maquete construída pela equipe vice-campeã. Já no desafio envolvendo os cursos de Engenharia Civil e Química, o grupo vencedor foi o Unienge, com a ponte suportando 12 kg. O desafio foi conduzido pelo professor Andrei Buse, na disciplina de Física II, com o apoio dos coordenadores de Engenharia Civil, professora Vivian Siffert Wildner, de Engenharia Química, professora Rafaela Bohaczuk Venturelli Knop e, de Engenharia Mecânica e Engenharia de Produção, professor Wallace Nobrega Lopo.

As pontes deveriam ser indivisíveis e construídas utilizando apenas massa do tipo espaguete e colas epoxi dos tipos massa e resina, além de cola quente em pistola para a união das barras nos nós. O peso da maquete não poderia ser superior a 1 kg. Cada projeto apresentado pelos acadêmicos deveria conter a descrição dos materiais utilizados e quantidade estimada, desenho da ponte com suas dimensões e uma estimativa de quanto a equipe calculava que a ponte suportaria no teste de carga.

Para a medição das cargas nas pontes foram utilizadas anilhas de ferro pesando 2 kg cada, com aumentos gradativos de peso conforme escolha das próprias equipes. Acadêmico de Engenharia Civil e integrante da equipe vencedora, Edivano Silva de Oliveira revela que o grupo encontrou problemas na elaboração da ponte, mas a união e a determinação de todos foram cruciais para que essas dificuldades fossem superadas. “Nosso projeto superou todas nossas expectativas. Tivemos que fazer algumas adaptações nas medidas para estarmos dentro do limite de peso estabelecido e nossa vontade de vencer nos levou a construirmos essa ponte”, orgulha-se.

Já Eduardo José Correia, acadêmico de Engenharia de Produção, acredita que o trabalho em equipe foi determinante para a realização do projeto vencedor. “Enfrentamos alguns problemas, porém com o diálogo e empenho de todos conseguimos finalizar a ponte e alcançamos um excelente resultado”, comemora o aluno.

De acordo com o acadêmico de Engenharia Mecânica Higor Borges, o grupo vencedor escolheu o modelo de projeto mais favorável com as condições estabelecidas de medida. “Calculamos quais cabos seriam necessários para aguentar a maior quantidade de peso possível. Foi um grande desafio, pois o macarrão tem propriedades que com a umidade podem se danificar facilmente, e estávamos em um clima desfavorável, por isso deixamos a montagem para o último dia antes da apresentação. Isso nos fez ter segurança de que o material estaria com sua maior resistência e a ponte conseguiria ter uma boa performance”, detalha Higor.

O professor Sidnei Gripa, pró-reitor de Graduação, considera que a atividade tem como principal importância a interação entre as áreas. “Houve um intercâmbio de habilidades e conhecimentos de cada acadêmico e esse conjunto de competências também os prepara para o mercado de trabalho”, garante Gripa.

Classificação das equipes melhores colocadas:
Engenharia de Produção e Engenharia Mecânica
1º – Mão na massa (13 kg)
2º – Ponte Rio Niterói (11 kg)
3º – QDM (7 kg)
4º – Çanakale (3 kg)

Engenharia Civil e Engenharia Química

1º – Unienge (12 kg)
2º – Engenharia da Massa (10 kg)
3º – É muito, é massa (7 kg)
4º – Ponte da Mulher (4 kg)

Fale Conosco / Assessoria de Comunicação Social:

comunicacao.assessor@unifebe.edu.br / 47 3211-7223

Postagens relacionadas

Alunos do 2º ano apresentam experimentos das teorias de Física
Colégio Universitário

Alunos do 2º ano apresentam experimentos das teorias de Física


12 de abril de 2019
Inscrições para os mais de 15 cursos de Graduação da UNIFEBE seguem até dia 1º de fevereiro
Destaque

Inscrições para os mais de 15 cursos de Graduação da UNIFEBE seguem até dia 1º de fevereiro


08 de janeiro de 2024
Curso de Educação Física promove palestra

Curso de Educação Física promove palestra


13 de setembro de 2010
Skip to content