notícias colégio
Notícias
17 de janeiro de 2024
por: Marcelo Gouvêa
Marcelo Gouvêa

Mais de 100 acadêmicos de Medicina da UNIFEBE retomam Internato

Atividades práticas ocorrem em cidades como Brusque, Guabiruba, Gaspar e Blumenau

A segunda-feira (15) marcou o início das atividades do Internato dos acadêmicos do curso de Medicina da UNIFEBE, em 2024. Um total de 118 estudantes da 9ª, 10ª e 11ª fases participam da modalidade com previsão para atuar em Brusque, Guabiruba, Gaspar e Blumenau.

Conforme a coordenadora do Internato, professora Caroline Resener, a montagem da etapa do curso buscou atender à complexidade que a atuação exige. Ela destaca a característica prática das atividades do Internato, que chegam a ocupar 80% da carga horária e o preparo fornecido para a atuação no mercado de trabalho e prova de residência médica.

“É um momento muito importante, que damos uma ampla visibilidade, por sabermos que é um momento que o acadêmico estará lá, atendendo o paciente, sempre com uma supervisão, e ele vai pôr em prática tudo aquilo o que aprendeu”, descreve. “É bastante complexo termos estes cenários de prática por serem muitos cenários e acabamos dividindo os acadêmicos em pequenos grupos para o melhor aproveitamento de ele ter essa chance do contato com o paciente, ter dúvidas e poder saná-las com os preceptores. ”

Além do início dos acadêmicos da 9ª fase do curso na atividade, o semestre marca a ampliação da atuação no Internato. Estão previstas atividades nos Hospitais Azambuja e Dom Joaquim, de Brusque, Hospital Santo Antônio, em Blumenau e Hospital de Gaspar. Alguns acadêmicos da 11ª fase também devem atuar em Unidades Básicas de Saúde e Hospital Imigrantes, ambos de Brusque. Estudantes do curso ainda devem atuar no Ambulatório de Pediatria do Hospital Municipal de Guabiruba e, em Brusque, no apoio à Rede Feminina de Combate ao Câncer e serviços da Policlínica.

“A partir deste semestre, expandimos os cenários de práticas desses acadêmicos e, com certeza, os dois últimos anos da formação em Medicina, de internato médico, são cruciais para pôr colocando em prática tudo aquilo o que aprenderam nos chamados ciclo básico e ciclo clínico”, descreve a coordenadora do Internato”.

Avanços do curso

Para o coordenador do curso de Medicina da UNIFEBE, professor Osvaldo Quirino de Souza, o retorno também é um momento importante devido aos avanços feitos pelo curso e das novas parcerias alcançadas. De acordo com ele, a ampliação também colabora com uma formação mais qualificada.

“O curso de medicina está avançando, cada vez mais, agora rumo à formação e finalização da primeira turma de médicos formados em Brusque, de modo que o curso mostra toda sua robustez, um curso muito grande, muito abrangente”, indica. “Hoje, o curso de Medicina da UNIFEBE é um sucesso e o Internato vem mostrar a consolidação não só no meio acadêmico, mas principalmente na inserção com a sociedade”.

Segundo ele, a retomada do internato e a ampliação da atuação dos acadêmicos também são percebidos pela sociedade que busca atendimento nos serviços de saúde da cidade e região. “É o retorno do curso de Medicina para a sociedade brusquense de modo geral e estão dando retorno ao município e nos ambulatórios dos hospitais”, descreve.

Os avanços são reconhecidos pelo pró-reitor de Graduação, professor Sidnei Gripa como uma forma de qualificar ainda mais o curso. “Sempre atuamos com o foco em proporcionar a melhor formação ao nosso acadêmico. No caso do internato médico, além de proporcionar essa diversidade de experiências com o atendimento em locais tão diferentes e o contato com tantos profissionais, conseguimos que nossos acadêmicos tenham uma proximidade maior com a comunidade e colaborem com a melhoria do serviço prestado”.

O início do Internato foi um momento aguardando com ansiedade pela acadêmica Danieli Tomaz. Após os quatro anos iniciais do curso, ela acredita que os próximos passos na formação são uma oportunidade.

“Colocar em prática e fortalecer os conhecimentos adquiridos nos 4 anos iniciais da faculdade vai ser uma experiência desafiadora, mas muito legal, estou ansiosa para começar”, descreve a jovem. “Durante os últimos anos eu já tive algumas atividades práticas extracurriculares, o que me fez perceber o quão importante é o contato direto com o paciente, tanto para fortalecer o lado humanizado da medicina quanto fixar os conteúdos já estudados, e, por isso, tenho certeza de que o internato de medicina da UNIFEBE será uma experiência incrível.

Fale Conosco / Assessoria de Comunicação Social:

comunicacao.assessor@unifebe.edu.br / 47 3211-7223

Postagens relacionadas

Bolsa de Estudo do artigo 170 está com inscrições abertas

Bolsa de Estudo do artigo 170 está com inscrições abertas


27 de fevereiro de 2013
Livro sobre Educação em Brusque é lançado na Unifebe – 06/12/2010

Livro sobre Educação em Brusque é lançado na Unifebe – 06/12/2010


06 de dezembro de 2010
Profissionais debatem Políticas Públicas para o portador de necessidades especiais

Profissionais debatem Políticas Públicas para o portador de necessidades especiais


02 de julho de 2012
Skip to content